domingo, 3 de dezembro de 2017

Resultado de pesquisa conclui que a divulgação de informações dos dados utilizados pelos golpistas é um mecanismo importante na prevenção dos golpes

Desde que foi disponibilizado, no final de outubro de 2016, o blog Alerta na Rede recebeu 983 denúncias de ataque de scammers através do Formulário de Denuncia criado especialmente para isso e todas as informações (depoimentos, teor das mensagens que os scammers enviam, contas de e-mail, fotos, contas bancárias usadas para receber o dinheiro retirado das vítimas, etc.) foram divulgadas no blog.

Os dados obtidos mostraram a importância do trabalho de divulgação desempenhado pelo blog Alerta na Rede, uma vez que o site obteve índice de aprovação de cerca 97% dos denunciantes, sendo que destes, 89% responderam que as informações publicadas os ajudaram a identificar um perfil scammer.













A partir da informações foi possível traçar o perfil das vítimas. Do total de denunciantes, 859 são mulheres e 115 homens, 757 têm idade superior a 41 anos e 503 têm, no mínimo, nível superior completo conforme mostrados nos gráficos a seguir:

















Com relação aos golpes, foram obtidas as seguintes informações: em quais redes sociais as vítimas foram abordadas pelos golpistas, em que ano ocorreu o contato, qual país o scammer disse estar, como a vítima descobriu que se tratava de um golpe, qual o tipo de golpe, se houve solicitação de dinheiro, se houve remessa de dinheiro, se houve registro do Boletim de Ocorrência na delegacia.

As redes sociais mais usadas pelos scammers foram Facebook, ParPerfeito e Tinder, respectivamente, sendo que a maioria dos contatos ocorreram em 2017.















Os países indicados pelos golpistas como local de residência foram EUA, Reino Unido, Síria, Afeganistão e Irlanda, somando juntos 67%.
















48% dos denunciantes descobriram que seu contato era um golpista a partir de buscas feitas na internet, as quais mostraram os dados publicados por sites anti scam, como o Alerta na Rede.















O golpe do pacote é o meio mais utilizado pelos golpistas para tirar dinheiro da vítima (31,8%), seguido pelo golpe da viagem (6,4%), golpe do investimento (5,2%) e golpe da ordem de pagamento (4,1%). Portanto, fique alerta quando há "envio" de qualquer presente ou pacote, pois há décadas os golpistas usam esta forma para envolver a vítima com promessas que jamais serão cumpridas.















Do total de denúncias, 53,3% relataram ter havido solicitação de dinheiro. Entretanto, apenas 15,1% enviaram dinheiro aos golpistas. Nesse sentido, é preciso ficar alerta quando há pedido de qualquer tipo de vantagem ou dinheiro, pois a chance de ser um golpe é bastante elevada.
































Finalmente, embora o número de vítimas tenha aumentado a cada dia, a maioria não formaliza na delegacia um Boletim de Ocorrência (84%), muitas vezes, por medo ou vergonha. Apenas, 0,6% das vítimas que preencheram o formulário relataram que houve apuração do delito e indiciação do golpista.










Fonte: Alerta na Rede