terça-feira, 8 de julho de 2014

Filho de deputado preso nas Ilhas Maldivas é acusado de crimes virtuais

O deputado Valery Seleznyov, do Partido Liberal Democrático da Rússia, denunciou na Duma (câmara baixa do parlamento russo) que seu filho, Roman Seleznyov, preso nas Maldivas por um grupo de agentes secretos dos Estados Unidos, está sendo acusado de cometer crimes virtuais contra o sistema financeiro dos Estados Unidos, invadindo bancos de dados de instituições e de administradoras de cartões de créditos.
Valery Seleznyov disse ainda que seu filho foi preso, torturado, não teve direito de defesa e acabou levado para a Ilha de Guam, território norte-americano. O deputado acrescentou que está mantendo entendimentos com o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia para que o órgão solicite aos Estados Unidos as provas das acusações contra Roman.
Desde que chegou aos Estados Unidos, o filho do parlamentar não pôde falar com os funcionários do Consulado Geral da Rússia. Para Valery Seleznyov, Roman foi vítima de sequestro, tortura e prisão arbitrária.
O deputado exige a libertação imediata do seu filho, que tem sérios problemas de saúde e necessita de assistência médica constante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para denúncia e depoimento sobre ataque de scammers use o formulário disponível no link https://goo.gl/forms/r5yt6sJwQaAvu4Ql2.
Envio de fotos use o e-mail alertanaredescammers@gmail.com.
Não use termos ofensivos nem façam propaganda de produtos ou serviços, este espaço se destina a ajudar os usuários na identificação de perfis de golpistas!